O ISTMO, Nuestra América e a inauguração do Instituto da América Latina da UFPE

No dia 1 de junho de 2015 um novo espaço acadêmico no Brasil voltado especialmente para a Nuestra América foi inaugurado, e a rede O ISTMO é integrante fundadora desta iniciativa longa e responsavelmente desenhada. A cidade do Recife será sede do Instituto de Estudos da América Latina (IAL) da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), cuja inauguração se deu num evento que reuniu professores, pesquisadores, alunos e diretores de Centros da Universidade. A conferência principal na solenidade esteve a cargo do professor Relações Internacionais da Universidad Nacional de Costa Rica, Willy Soto Acosta, membro da rede O ISTMO e convidado especial da atividade para ministrar a palestra: “Tendências da pesquisa social na América Latina contemporânea”.

O IAL-UFPE, sob a coordenação do professor Paulo Henrique Martins (PPGS-UFPE), responde ao objetivo de alcançar a internacionalização da Universidade Federal de Pernambuco, sua missão consiste em promover amplas e diversas formas de integração regional, articulando o conhecimento e a crítica das realidades e das contradições da América Latina. É um novo marco acadêmico no Brasil para a pesquisa, a crítica, e a descoberta da América Latina. É o resultado da interação genuína e da consolidação, em processo, de uma série de pesquisadoras e pesquisadores no Estado de Pernambuco, em articulação com os mais renomados intelectuais de Nuestra América. E a expectativa é gerar grandes redes de trabalho!

Nós, da rede O Istmo, participamos do IAL-UFPE trazendo à discussão os temas sociopolíticos e culturais da interface sub-regional da América Central. A região, longe de ser aquele espaço tipicamente periférico nesse debate, ocupa realmente um lugar fundamental nessa agenda do Instituto, e para o qual nossa rede orgulhosamente já tem e poderá dar outras importantes contribuições.

CIÊNCIA & TRÓPICO DA AMÉRICA CENTRAL – No mesmo dia 1 de junho, durante a tarde, ocorreu o lançamento do número especial sobre a América Central da Revista Ciência e Trópico, editada pela Fundação Joaquim Nabuco (Fundaj), construída a partir dos textos analíticos dos nossos colunistas, com todo o seu conteúdo e todos seus artigos disponíveis em português e em espanhol. A revista está disponível online aqui no site, na aba “publicações” do menu principal e no site da Revista Ciência e Trópico http://periodicos.fundaj.gov.br/ e, até o próximo novembro, contará também com uma edição impressa.

A integração ao Instituto de Estudos da América Latina e a publicação da edição bilíngue da Revista Ciência & Trópico se inserem no bojo de iniciativas que serão feitas ainda no ano de 2015 para efetivarmos o que já apontamos em nosso post de fim de ano, quando falávamos da necessidade de sermos ainda mais O ISTMO,  uma janela aberta para que possamos ver, ouvir, conhecer, dialogar e problematizar a/sobre a América Central, para tal, é necessário que nos reconheçamos ainda mais como rede, como plataforma que possibilita essas ações.

ial

ial3ial2

ial4

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s